Nunca houve tanto talento disponível em tecnologia no Brasil. Nos últimos dias vimos alguns dos fundadores das melhores empresas no nosso ecossistema fazendo algo que, em condições normais de mercado, seria impensável: pedirem que outras empresas contratem suas equipes.

“As últimas semanas foram as mais difíceis da minha vida”, Diego Gomes, co-fundador e CEO na Rock Content

A crise econômica trazida pelo COVID-19 atropelou o nosso mercado de forma tão violenta que criou uma situação quase inédita: as empresas são forçadas a demitir, não por falta performance ou crescimento, mas porque não temos visibilidade de retomada no mercado.

Demitir é uma das coisas mais dolorosas na vida de um empreendedor. Demitir um time de alta performance então, nem se fale. Lembremos que esses fundadores passaram anos construindo as ferramentas e cultura que permitiram captar talentos nesse nível. Segundo pesquisa feita pelo fundo Atlântico de Julio Vasconcellos, em 1º de Abril, cerca de 41% dos CEO’s de empresas de tecnologia estão prevendo desemprego entre 20–25%. Quase 20% das empresas preveem cortes ainda maiores (Perspectivas de CEOs de Startups e Empresas de Tecnologia, Atlantico).

“Fomos pegos por um cenário avassalador, principalmente para o setor de turismo. Vimos as companhias aéreas reduzirem as operações em 90% e o cancelamento das viagens no Brasil chegar a 85%”, escreve o Max em seu post “O Dia Mais Difícil da Minha Vida”. Como vocês já sabem, escreve Diego (Rock Content) em comunicado ao time, “essas mudanças não foram baseadas no desempenho de vocês. Elas foram causadas pelo fato de estarmos menos preparados do que deveríamos para a COVID-19.” E quem estava?

Num relacionamento, você realmente conhece a pessoa quando termina com ela. Num empresa, você realmente conhece a liderança quando falta caixa.

Eu aplaudo a coragem e transparência de empresas como a MaxMilhas e Rock Content, que lançou a campanha “Contrate um Rocker” (#hireARocker”). Esses líderes mostram preocupação em proteger seu business assim como suas pessoas.

Para ajudar na recolocação desses profissionais, nós da equipe da Ingresse junto com a Norte — fundo de investimentos em startups — criamos a “Rede de Talentos”, com o objetivo de ajudar esses profissionais a encontrarem outras boas oportunidades no mercado o mais rápido possível. A Ingresse felizmente não precisou realizar demissões por conta do COVID, mas sentimos que devemos ajudar no movimento como parte do ecossistema.

Sabemos que embora muitas empresas estejam sofrendo com a crise, outras oportunidades se abrem neste novo cenário para o qual estamos rumando. Vamos precisar de excelentes profissionais em inovação, pois agora transformação digital se tornou obrigatória.

Para ter acesso ao banco completo e adicionar novas listas, basta clicar aqui.

Obrigado Hugo e Udi da Ingresse e José Cacheado pela colaboração

Behavioral Economist — Stanford University, Founding-CEO @Ingresse, Endeavor Entrepreneur, Forbes 30 Under 30

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store